28 de maio de 2019

Com novos elementos de segurança, cédulas são as últimas da série ‘Europa’ e vão conviver com as antigas, que continuarão a ser legais.

Nova nota de 100 euros — Foto: Yara Nardi/Reuters


Mais funcionais, com cores mais vivas e principalmente mais difíceis de falsificar, assim são as novas notas de 100 e 200 euros que entram em circulação nesta terça-feira (28) encerrando a série “Europa”, a segunda impressão de cédulas da União Europeia e que começou em 2013 com as de cinco euros.



“Estas novas notas de 100 e 200 euros se diferenciam em três aspectos: são mais práticas, mais coloridas e mais seguras”, declarou à Agência Efe a responsável pela Seção de Combate à Falsificação do Banco Central Europeu (BCE), Paloma Varela, em Roma, na Itália.



As notas de 100 foram impressas na Alemanha, Áustria, Espanha, França e Itália, e as de 200, apenas na Áustria, França e Itália. No caso da Itália, as cédulas foram impressas em Roma, na fábrica do Banco da Itália.



O BCE e o Banco da Itália organizaram pela primeira vez na história da União Europeia uma excursão com um pequeno grupo de jornalistas para mostrar como funciona a impressora. Nesse local, mais de 200 funcionários trabalharam durante meses, primeiro em dois turnos de sete horas e nas últimas semanas em um único de nove horas.



Nesse período, eles imprimiram milhões de euros, que foram guardados em uma grande caixa-forte de segurança máxima, chamada de “A Sacristia”, e depois levados em caminhões aos vários bancos centrais dos países da zona do euro, para que começassem a circular hoje.



O espaço do maquinário do Banco da Itália é cercado por câmeras, tanto interna quanto externamente, e só é possível entrar no local depois de passar por vários controles de segurança e sem qualquer celular ou dispositivo móvel.



O espaço é dividido em três grandes áreas. Na primeira, grandes folhas recebem a impressão colorida, na segunda são colocados os elementos de segurança – como a numeração e o relevo -, e na última, totalmente automatizada, as folhas são cortadas, agrupadas em pacotes, embrulhadas em plástico e colocadas em caixas.



Em todos os processos, funcionários verificam constantemente se as notas estão iguais. Caso algum defeito seja encontrado, a cédula é destruída automaticamente.



As novas notas de 100 e 200 euros são as últimas da série “Europa” – já que a de 500 deixou de ser produzida em 2016 – e vão conviver com as antigas, que continuarão a ser legais.



Tendo pela primeira vez o desenho modificado, elas são mais práticas porque, como ressaltou Varela, o tamanho foi reduzido para que fiquem com a mesma altura de as de 50 euros, de forma que seja mais fácil usar, botar e tirar da carteira. O comprimento, no entanto, foi mantido. Ele aumenta quanto maior for o valor, uma forma de ajudar pessoas com deficiência visual.



Essas cédulas são ainda mais coloridas, porque incluem uma ampla gama de tons intermediários, entre o verde e o amarelo, que torna as notas mais atraentes ao público.



Além disso, foram incorporados novos elementos de segurança: um holograma e um número verde-esmeralda aprimorado, com os quais o BCE e os bancos centrais dos países tentaram dificultar o trabalho de falsificadores. A autenticidade das cédulas agora é mais fácil de ser comprovada com o método “toque, olhe, gire”, segundo Varela.



“Quando você segura a nota pelos dois extremos percebe uma impressão em alto relevo. Se olha na direção da luz, vê que a princesa Europa aparece em dois pontos da cédula, na parte esquerda – na marca de água – e na parte direita – na faixa metálica”, explicou.



Segundo Varela, quando o usuário gira a cédula ele vê um holograma, que mostra pequenos símbolos do euro que se movem ao redor do número que indica o valor e que é visto com mais clareza na luz direta.



Foram necessários seis anos para preparar e colocar em circulação toda a série “Europa”, mas antes “o BCE e os bancos centrais trabalharam por anos para criar o projeto e os recursos extras de segurança e para preparar as notas para a grande produção”.



Fonte: G1 – Economia.


Compartilhe:

Notícias Relacionadas

Moedas estrangeiras em tempo de alta: como proceder?

Moedas estrangeiras em tempo de alta: como proceder?

Você é uma dessas pessoas que sonha em reduzir os custos da sua tão sonhada viagem? Neste blog post vamos te mostrar como proceder mesmo com as moedas estrangeiras em tempo de alta. Quer saber mais? Acesse!
> Ler mais 11 de outubro de 2019 -
Cartão Visa Travel Money: você conhece as vantagens?

Cartão Visa Travel Money: você conhece as vantagens?

Vai viajar e não gosta muito de andar com dinheiro no bolso? Gosta de economizar? O cartão Visa Travel Money possui muitas vantagens de uso para você realizar suas compras, saques e controlar os gastos na sua viagem. Esse tipo de modalidade tem uma vantagem sobre o cartão de crédito internacional, o câmbio é fechadoLer Mais
> Ler mais 30 de agosto de 2019 -
Saiba como preparar as finanças para o seu intercâmbio

Saiba como preparar as finanças para o seu intercâmbio

Você deve imaginar que fazer intercâmbio pode assustar um pouco. País novo, idioma, amigos, tudo é diferente! Mas o mais importante e crucial nessa hora é preparar as finanças para o seu intercâmbio. Por isso nós queremos te ajudar para que a sua viagem saia do jeito que você sempre sonhou! Chegou a hora deLer Mais
> Ler mais 15 de agosto de 2019 -
Governo isenta taxa de importação sobre 281 bens de capital e informática

Governo isenta taxa de importação sobre 281 bens de capital e informática

O Ministério da Economia reduziu para zero a tarifa do Imposto de Importação de 28,1 bens de capital e de informática. Entre os itens estão motores, máquinas agrícolas e peças de impressoras. Segundo o ministério, o objetivo é promover a atração de investimentos para o Brasil, desonerando os aportes direcionados a empreendimentos de alguns setoresLer Mais
> Ler mais 6 de agosto de 2019 -
Evite novas conversões de moedas: chegue ao seu destino com a moeda local

Evite novas conversões de moedas: chegue ao seu destino com a moeda local

A instabilidade do câmbio muitas vezes engana e faz com que gastamos mais do que realmente precisamos. Por isso, é importante fazer uma cotação cambial com pelo menos seis meses de antecedência para que você aproveite ainda mais a sua viagem. Vai viajar e quer ficar atualizado sobre o assunto? Então, é só continuar com a leitura!
> Ler mais 27 de junho de 2019 -

Encontre a loja Turcambio mais próxima de você!

Procurar lojas